Academia Topigs Norsvin aponta caminhos para levar empreendedor ao topo da genética suína

Oferecer ao empresário suinocultor e aos seus colaboradores, mecanismos de acesso a informações técnicas e de mercado privilegiadas, cursos e treinamentos à distância ou presenciais. Este é o objetivo da Academia Topigs Norsvin, uma das ações que compõem um inovador e inédito programa de relacionamento idealizado pela Topigs Norsvin, chamado Connect.

“A inovação está no DNA de nossa empresa, que investe mais de 18 milhões de euros anualmente em P&D, na busca da melhor genética suína. Com o programa Connect, a Topigs Norsvin do Brasil desenvolve um projeto piloto que poderá ser estendido a mais de 50 países onde atuamos. Ele reúne ferramentas para um novo modelo de relacionamento com o mercado”, resume o diretor da empresa no Brasil, André Costa, que confiou a formatação e implantação do Connect a Adauto Canedo Junior gerente de planejamento e marketing e um dos mais respeitados especialistas da área.

Soluções e benefícios

“O programa Connect parte do princípio de que a missão da Topigs Norsvin não se resume à entrega de sêmen, matrizes e genética suína de ponta. Nosso relacionamento com os diferentes pontos de contato da cadeia suinícola vai muito além da melhor genética, porque oferecemos um pacote ou uma cesta de produtos e soluções que abrangem outras diferentes demandas. Nosso objetivo é gerar uma experiência positiva e gratificante para todos os envolvidos neste processo”, explica Adauto Canedo.

Segundo ele, a Academia Topigs Norsvin é um dos benefícios previstos no pacote. Através dela e mediante senha, serão disponibilizados cursos, palestras e treinamentos à distância, além de eventos presenciais e in company. “A ideia é levar até nossos parceiros, informações que na maioria das vezes ficam restritas aos centros de pesquisa, universidades, congressos e conferências nacionais e internacionais”, explica. A academia também desenvolveu métricas de avaliação e emitirá certificações, visando especialmente a formação de mão de obra junto às granjas.

Na linha EAD, por exemplo, já estão disponíveis palestras exclusivas com os especialistas Bruno Silva e Edson Bordin, abordando temos como nutrição de suínos em crescimento e engorda, nutrição de fêmeas reprodutoras, antibióticos, imunologia e vacinologia, patologia dos suínos, entre outros.

O Connect prevê diferentes níveis de participação e benefícios, que podem ser: treinamentos, assessoria no gerenciamento de reprodutores, layouts de laboratório e controle de qualidade, disponibilização de software de gerenciamento e atualização em genética, assistência técnica e até mesmo a contratação de consultorias especializadas e viagens técnicas.

Suinocultores parceiros aprovam a iniciativa

“O programa Connect só consolida e amplia a parceria de nossa Cooperativa com a Topigs Norsvin, porque ele oferece benefícios adicionais à genética, vai muito além do relacionamento comercial convencional”. A avaliação é do Diretor Administrativo-financeiro da Cooperativa Regional Sananduva – Majestade -, Egidio Loregian.

Segundo ele, embora lançado recentemente, o Connect ajudou a dar início ao processo de reposicionamento da marca Majestade junto ao mercado consumidor, viabilizando a consultoria inicial de uma agência especializada em branding (gestão de marca).

Dirceu Zotti, gerente de integração pecuária da Lar Cooperativa Agroindustrial, com sede em Medianeira, no Paraná, diz que o programa Connect e o lançamento da TN70, já apontada por pesquisadores e geneticistas como a melhor matriz do mundo, são duas grandes inovações que aproximam ainda mais a Topigs Norsvin de seus parceiros.

“As primeiras avaliações da TN70 são extremamente positivas e o programa Connect abre novas possibilidades de parceria e aproximação”, resume.

Roberto Coelho diretor da Fazenda União, que integra o Grupo Cabo Verde e tem sede em Nova Barra, região de Passos (MG) tem avaliação semelhante.

“Vejo com bons olhos o programa Connect, porque ele faz a diferença, mostra que a empresa pode fazer bem mais pelos seus parceiros, para estreitar essa relação”, diz. Entre as contribuições, Roberto Coelho destaca o treinamento de colaboradores, troca de experiências, seminários e viagens técnicas que poderão ser viabilizadas em parceria com o Connect.

Partilhe este post:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no print
Compartilhar no email